Projeto Integra-Ação

“O sofrimento humano não precisa ser tão difundido na sociedade nem tão profundamente doloroso para o indivíduo. De mais a mais, o sofrimento não deriva apenas da natureza humana, porque é, pelo menos em parte, imposto injustamente e em grande medida pelo status econômico e pela posição na sociedade”

Sigmund Freud

Nosso Objetivo

  • Fornecer serviço de atendimento psicanalítico e desenvolvimento pessoal de qualidade para a população. 

  • Oferecer às pessoas de diferentes níveis econômicos um atendimento por profissionais qualificados a custo negociado diretamente entre o profissional e participante.

integralogolimpo.png

Nossa História

Chamamos Integra-Ação, porque sonhamos muito, queremos integrar teoria com a prática, desejamos oferecer a oportunidade para a comunidade se integrar, queremos nos integrar e agir de forma integrada, buscamos ser Íntegros, de ser ação para construir integridade.

Como diria Guimarães Rosa: “aquela travessia durou só um instantezinho enorme...”

Nossa história começa no final de 2015, quando um grupo de enfermeiras procurou o Pe. Glênio, Pároco da Paróquia São José Operário, em busca de um lugar para poder levar os alunos de podiatria para treinar e ajudar quem realmente não podia pagar.

Tempos depois, alguns psicólogos se ofereceram para atender em psicoterapia. O coração corajoso e sensível às necessidades de sua população, levou o Pe. Glênio a encontrar espaço e oferecer os serviços à população.

Tanto o pároco quanto seu amigo Marcelo, estavam terminando de fazer um curso sobre Freud na Associação de Psicoterapia Psicanalítica. Aprendemos e entendemos a necessidade de separar os espaços da religião e da espiritualidade dos espaços de psicoterapia.  Ambos decidiram cursar uma Pós-Graduação na Universidade Paulista.

O Curso de Especialização em Psicoterapia Psicanalítica – CEPSI, criado e mantido pelo Professor Ryad Simon, exigia que além dos aspectos teóricos (teorias psicodinâmicas, técnicas de psicoterapia, noções de psicologia clínica preventiva), também era considerado fundamental o conhecimento de filosofia, religião, sociologia e antropologia. 

Para poder fazer a pós-graduação, era requisito que os alunos estivessem em terapia e em supervisão com profissionais muito experientes, além de atender em seus consultórios.

Encontramos dificuldades e restrições para poder atender na clínica escola. O Pe. Glênio identificou a oportunidade de unir a prática dos conhecimentos com as necessidades da comunidade, oferecendo a possibilidade para os alunos atenderem nas salas de sua paróquia. 

O início foi despretensioso e visava apenas viabilizar a possibilidade de alunos do CEPSI a encontrarem pacientes para sua prática e supervisão durante o curso.

Decidimos parar de chamar o Padre por sua profissão. Para o projeto passamos a tratá-lo por Francisco para desvincular claramente a Igreja do Projeto e passamos a atender todas as pessoas da comunidade, independente de qualquer coisa.

A partir deste estímulo, começamos a construir nosso aprendizado integrando de forma vívida e vivida os conhecimentos e a prática.

Chamamos alguns professores de nosso curso de Freud para que oferecessem supervisão aos nossos terapeutas. Neste momento, convidamos a Prof. Miriam para coordenar todo o trabalho relacionado ao grupo clínico e as atividades de aprendizado.

Quase como uma explosão, surgiu uma nova oportunidade para o projeto. As pessoas envolvidas e comprometidas com a vida em comunidade, passaram a oferecer o compartilhamento de seu saber. Desde confeitaria, música, balé, pilates, salgadinhos, libras, panificação, cuidadores de idosos, etc. O projeto começou a oferecer oportunidades de aprendizado, desenvolvimento e até de profissionalização.

A partir da atuação inicial, começamos a sentir necessidade de um apoio médico especializado. Hoje contamos com o apoio de psicanalistas, nutricionistas, acupunturistas e fisioterapeutas. Toda uma área médica que atende aos pacientes que estão em terapia.

Missão 

Promover o desenvolvimento do ser humano através do conhecimento sobre si e compartilhamento de habilidades para atuar de forma mais saudável sobre a realidade em que vive.

Nossos valores:

  • Amor – à humanidade, à realidade e à possibilidade de apoiar pessoas.

  • Humildade – para aprender, compartilhar o saber e servir.

  • Coragem – enfrentar adversidades, buscar transformar.

  • Integridade – Alinhar em nossas atividades o pensar, o sentir e o agir.

 

Hoje, já atendemos 700 pessoas em psicoterapia e contamos com mais de 50 profissionais atuando nessa especialidade e na área médica. Temos terapeutas que atendem em vários bairros e cidades da grande São Paulo.

Centenas de pessoas que aprenderam a cuidar de si, cuidar de idosos, fazer docinhos e adoçar a vida, dançar, cantar, e tantas outras coisas que apoiem a vivência em comunidade e a superar as dificuldades da realidade.